Operador Econômico Autorizado: B. Braun assume posição estratégica junto a Receita Federal

Quick Finder de produto

Escolher uma categoria ou subcategoria

B. Braun tem Certificação OEA publicada no DOU

A certificação, que pode ser adquirida em diferentes níveis, foi concedida a B. Braun nas categorias OEA-CONFORMIDADE NÍVEL 2 e OEA-SEGURANÇA, e já se encontra publicada no Diário Oficial da União.

Graças a união de esforços das áreas de Importação/Exportação, Recursos Humanos, Logística, Compras, TI, Garantia da Qualidade, Segurança Patrimonial, Tributário, Controladoria, Financeiro e Jurídico, a B. Braun obteve em 19 de junho, a Certificação OEA, junto à Receita Federal.

A certificação, que pode ser adquirida em diferentes níveis, foi concedida a B. Braun nas categorias OEA-CONFORMIDADE NÍVEL 2 e OEA-SEGURANÇA, e já se encontra publicada no Diário Oficial da União.

O Programa Brasileiro de Operador Econômico Autorizado (OEA) visa aumentar a segurança física da carga e a confiabilidade nos processos de exportação e importação das empresas brasileiras. As empresas certificadas cumprem voluntariamente com os crité­rios de segurança aplicados à cadeia logística, com as obrigações tributárias e aduaneiras, e demonstram atendimento aos níveis de conformidade e confiabilidade exigidos pelo Programa. Adotado pela Receita Federal em 2014, o OEA já conta com centenas de empresas aprovadas e, em maio de 2019, foi aderido pela Anvisa. 

“Durante as fases de preparação e auditoria identificamos alguns gaps que precisavam de tratativa para a certificação. Como exemplo temos: a adequação das catracas para o devido controle de entrada e saída de colaboradores e visitantes, e a aquisição de espelhos convexos para auxiliar a nossa vistoria física dos caminhões e containers utilizados para Importação/Exportação de nossos produtos e matérias-primas. Com o foco e comprometimento do time, conseguimos buscar soluções e hoje todos nós podemos ter orgulho em dizer que trabalhamos em uma empresa OEA”, destaca Pascoal Boniolo, Gerente de Planejamento e Comércio Exterior.

Ser um Operador Econômico Autorizado, eleva a B. Braun a uma posição de parceiro estratégico para a Receita Federal, por se apresentar como uma empresa confiável e de baixo risco. Em troca, é possível usufruir de vantagens competitivas como: despacho sobre águas e parametrização imediata das declarações de importação e exportação, agilizando assim toda a cadeia de suprimentos.

“Na prárica, ser uma empresa OEA transcende os parâmetros de apenas possuir uma certificação e usufruir de seus benefícios. Nossa responsabilidade é de criar uma cultura de melhoria contínua, mitigando falhas e revisando os processos atuais, quando necessários”, complementa Pascoal.

“Dentro deste novo cenário, a conformidade aduaneira e a segurança de nossos processos logísticos agregam valor em nossa cadeia de suprimento, facilitando o Comércio Internacional, reduzindo o tempo nas Importações e, sobretudo, os custos, gerando vantagem competitiva e diferenciação em um mercado cada vez mais acirrado”, conclui Adriano Correia, Diretor de Logística, Planejamento e Suprimentos.

CD Guaxindiba